«

»

nov 23

Imprimir Post

Cuidados na Black Friday

Black Friday 2018: Precaução é a melhor escolha!

 

A Black Friday é uma evento anual em que comerciantes dão descontos expressivos em seus produtos. Neste ano acontecerá no dia 23 de novembro e tem as compras pela internet como principal forma de comercialização de produtos e serviços. Com o grande número de ofertas da Black Friday, é comum surgirem sites e promoções que visam enganar os consumidores.

De acordo com a DNpontoCom, empresa especializada em segurança digital, os golpes mais comuns estão os descontos fora da realidade, além de e-mails e páginas de empresas falsas, criados para roubar dados dos compradores. Confira as dicas a seguir para não cair em fraudes na hora de aproveitar os descontos, conheça os principais golpes aplicados durante a Black Friday, e aprenda a fazer compras com mais segurança.
A “metade do dobro
É quando o comerciante, dias antes da Black Friday, aumenta em 100% o preço de determinado produto para, assim poder dar o desconto de 50% no dia do evento. Fazendo com que o consumidor pague pelo preço normal do produto pensando que está adquirindo o produto com um melhor preço. Para não cair nesse golpe e comprar um produto com um desconto real, o cliente pode verificar o histórico dos valores cobrados no mercado antes da Black Friday, o ideal é que haja um acompanhamento dos preços. Alguns sites disponibilizam essa comparação em um determinado período e com os produtos mais vendidos como eletroeletrônicos, eletrodomésticos, moveis, etc.
Preços diferentes no carrinho
Outro golpe aplicado na Black Friday é o aumento do preço do produto no momento em que ele é adicionado ao carrinho virtual de compras. Por isso, o cliente deve conferir atentamente cada item antes de concluir a compra, evitando assim, a compra de produtos com valores diversos dos anunciados.
Sites falsos
O consumidor deve ficar atento a sites falsos durante a Black Friday. Criminosos podem falsificar páginas de empresas famosas copiando todo o layout, catálogo de promoções e canais de atendimento, com a finalidade de roubar dados bancários de clientes. Na maioria dos casos, é possível identificar um site falso pela URL, que geralmente apresentam letras diferentes do endereço oficial. Para exemplificar, o site “pontofrio.com” pode apresentar o link fraudulento “pontofriio.com”.

Outro item que o consumidor deve verificar se o site está incluído na lista oficial de participantes da Black Friday 2018 por meio do endereço

https://blackfridaydeverdade.com.br/#lojas.

Caso o site não esteja incluído na lista oficial, o consumidor deverá verificar se ele não integra a lista negra de páginas suspeitas, disponibilizada pelo Procon-SP no link: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php.

Outra dica importante é verificar na lista de reclamações fundamentadas dos Procons, que é divulgada anualmente pelo Ministério da Justiça, em seu sítio eletrônico, como também em sites de reclamações e no www.consumidor.gov.br, se a empresa é confiável ou possui reclamações relacionadas a fraudes.

Caso seja uma loja desconhecida, é recomendado não realizar a compra. O ideal é só efetuar transações em sites com certificado digital e que apresentem todas as opções de pagamento, inclusive cartão de crédito, que deixa registros das operações, pois uma das técnicas utilizadas por lojas falsas é utilizar boletos bancários falsos.

E-mails falsos e redes sociais
Ao receber as notícias com promoções e ofertas da Black Friday, verifique a veracidade dessas informações diretamente no site da loja. Especialistas afirmam que os usuários não devem comprar produtos através de links enviados por e-mail, em redes sociais ou por SMS, pois estes podem ser redirecionados para páginas falsas.
Como se proteger


É preciso ter muito cuidado antes de informar dados pessoais ou bancários na Internet, além de se certificar de que está acessando páginas e promoções confiáveis. Siga atentamente algumas dicas de segurança reunidas pela ESET, empresa de segurança cibernética, e pelas startups Konduto e Promobit, especializadas em e-commerce, para se proteger contra golpes durante as compras na Black Friday:

• Utilize apenas uma conexão confiável, como a rede Wi-Fi da sua casa ou seu plano de dados móveis;
• Utilize dispositivos com sistemas operacionais e antivírus atualizados;
• Observe os certificados de segurança digital das páginas, como o termo “https” na URL ou o símbolo de cadeado fechado na barra de endereços;
• Verifique se existem avaliações negativas dos usuários nas redes sociais das lojas. Compre em sites com boa reputação;

• Seja cuidadoso ao clicar em banners e pop-ups com promoções, pois muitos deles são direcionados para sites maliciosos e fraudulentos;
• Cheque informações básicas da empresa, como Razão Social, CNPJ e endereço, para saber se ela é confiável ou não;
• É importante ler a política de privacidade da loja virtual para saber quais compromissos ela assume quanto ao armazenamento e manipulação de seus dados;
• Veja a descrição do produto, compare-o com outras marcas e certifique-se de que ele supre suas necessidades;
• Imprima e/ou salve todos os documentos (print das telas) que demonstrem a compra e confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios, etc.).
✳✳✳Direitos do consumidor:✳✳✳
- Se a empresa prometeu desconto em determinados produtos, a oferta deve ser cumprida conforme veiculada;

- O Código de Proteção e Defesa do Consumidor (CDC) estabelece prazo de 30 dias para reclamações sobre problemas aparentes ou de fácil constatação no caso de produtos não duráveis e de 90 dias para itens duráveis, contados a partir de sua constatação. Essa reclamação pode ser feita para o próprio comerciante ou para o fabricante, à escolha do consumidor;
- Produtos importados adquiridos no Brasil em estabelecimentos devidamente legalizados seguem as mesmas regras dos nacionais;

- No caso de mercadorias que necessitem ser entregues em domicilio, solicite que o prazo de entrega seja registrado no agendamento de data e turno para a entrega de produto ou a realização de serviço ao consumidor;

- No ato da entrega, só assine o documento de recebimento do produto após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas, justificando assim o não recebimento;
- Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial (por telefone, em domicilio, telemarketing, catálogos, internet), há o prazo sete dias para desistir da compra, sem a necessidade de apontar qualquer motivo, contado a partir da data de aquisição do produto ou de seu recebimento. Ler Mais >>>>

Fonte: Procon Conselheiro Lafaiete-MG

Link permanente para este artigo: http://www.prefeituradecambui.mg.gov.br/cuidados-black-friday/